Autor Tópico: Tailândia - O magnífico Triângulo do Ouro  (Lida 65 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Offline Sinister

Tailândia - O magnífico Triângulo do Ouro
« em: Maio 04, 2017, 11:47:26 pm »
  • Publish
  • O fantástico reino do Sião sobrevive nas antigas capitais de Ayutthaya e Sukhothai e nos plácidos montes que as abraçam. Com os seus canais e templos, Banguecoque é um emocionante ponto de partida para uma viagem que alcança as aldeias tribais do Triângulo de Ouro.

    CHIANG MAI - É a cidade de referência para explorar as montanhas e povoados do Norte, com templos magníficos como os pagodes do Parque Nacional Doi Inthanon, na imagem.

    É difícil escapar à magia de Banguecoque, uma das cidades mais dinâmicas do mundo. De entrada, o viajante fica fascinado pela beleza dos seus palácios e mosteiros, pela simpatia da sua população, pela riqueza do seu artesanato, pelo colorido dos seus mercados, pela delicadeza das suas danças e pelas delícias da sua gastronomia. Tudo isto temperado por um tráfego caótico, um comboio elevado e metro sempre apinhados, barcos e balsas agitados, táxis ruidosos, e claro, os tuk-tuks, os populares riquexós motorizados que serpenteiam pelas ruas no meio da Ásia. A Tailândia, porém, não é só Banguecoque, e quem procurar neste país algo mais do que as paradisíacas praias encontrará nas antigas capitais o nirvana da arte tailandesa.

    A saída da capital também significa recriar a paisagem dos extensos arrozais da planície central do país, dos quais depende boa parte do sustento, felicidade e riqueza dos seus habitantes.
    O coração da Tailândia bate nestas férteis planícies, nas quais ao longo da história se estabeleceram os seus grandes núcleos da civilização. Para se deslocar pelo interior do antigo reino do Sião, o veículo mais apropriado é o autocarro, embora Ayutthaya, o primeiro destino desta viagem ao passado tailandês, se encontre tão perto de Banguecoque (85 quilómetros) que é mais rápido entrar numa das carrinhas que se encontram perto da estação Victory Monument.

    Ayutthaya, tal como Lopburi e Sukhothai, é uma cidade velha, que espelha o desenho arquitectónico da antiga capital, conjugado com uma cidade nova dotada de múltiplos serviços.

    AYUTTHAYA - Com os seus 15 quilómetros quadrados, a antiga capital reúne palácios, canais e templos como o Wat Mahathat, na imagem.

    Os tailandeses eram uma tribo proveniente da província chinesa de Yunnan que se instalou em território khmer. Mais tarde, a rebelião de algumas comunidades levou-as a avançar para sul em busca de um território onde pudessem estabelecer o seu próprio reino. Encontraram-no em Sukhothai. Abandonada no século XV, a cidade encontra-se 313 quilómetros a norte de Lopburi. O centro histórico tem menos de quatro quilómetros quadrados e é, tal como o de Ayutthaya, Património Mundial. Muitos pagodes dos seus 40 wat continuam de pé ou foram restaurados na altura em que o rei Vajiravudb (1910-1925) decidiu resgatá-la da selva que a invadira.

    Sukhothai significa “amanhecer da alegria”, mas, actualmente, a capital do que fora um reino muito maior do que a Tailândia dorme o sono da história, enquanto a nova Sukhothai é uma insignificante cidade de
    província com o mesmo nome. É preciso avançar mais 250 quilómetros para norte até voltar a encontrar em Chiang Mai, a principal cidade do Noroeste, o rebuliço e o colorido dos mercados de artesanato tailandeses.



    Online Athena

    • Administrador (a)
    • Mestre
    • *****
    • Mensagens: 1554
    • Total de Likes: 1636
    • Sexo: Feminino
    • Deus não joga aos dados (Albert Einstein)
    • Referidos: 0
    Re: Tailândia - O magnífico Triângulo do Ouro
    « Responder #1 em: Setembro 11, 2017, 05:19:43 pm »
  • Publish
  • Deve ser bonita e permanece um mistério :)
    A religião do futuro será cósmica e transcenderá um Deus pessoal, evitando os dogmas e a teologia.
    (Albert Einstein)

    Tags:
     


    Facebook Comments